Aniversário da NOB terá Trem da Integração.

Ver PDF em tela cheia
Transcrição (OCR)
Aniversário da NOB terá "Trem da Integração"

Dentre as festividades que marcarão

- passagem do 809 aniversário da Es- da de Ferro Noroeste do Brasil, a Superintendência de Produção Bauru

- ligada à Regional de São Paulo da Rede Ferroviária Federal S/A - apre­ sentará à população sul mat o -g ro ssen­ se e de Bauru, no próximo mês de se­ tembro, o museu itinerante denomi­ nado "Trem da Integração" . . . .

Composto por dois carros de mad e i­ ra, recuperados especialmente para esse fim, o trem abrigará fotos, peças de decoração e dema is instrumentos de trabalho utilizados no in(cio do século pelos empreendedores da ferrovia, re­ criando assim, o clima da história de sua construção.

Com entrada franca e horário de vi­ sitação estipulado as 09h00 às 12h00 e das 13h00 às 19 h0 0 , o "Trem da Inte­

um transporte mais ágil que ligasse o Mato Grosso do Sul ao litoral 'do Bra­ sil, anteriormente realizado pelos rios da Prata e Paraguai e cuja demora era estimada em torno de um mês de per­ curso.

A questão, no entanto, veio a ser tratada com maior ênfase após a Repú­ blica, com a criação da "Comissão de Viação Geral", e, 1890, que projetou

36 vias férreas e obteve autorização para suas construções.

Somente em 1904 a "Companhia Estrada de Ferro Noroeste" foi criada com a finalidade de explorar a conces­ são da Estrada Uberaba-Coxim, com itinerário partindo de Bauru e alcan-

çando Cuiabá, com in(cio das obras em 15 de novembro de 1905.

Em 27 de setembro de 1906 foram abertos ao tráfego os 92 quilômetros iniciais, sendo a data considerada ofi­ cial de inauguração.

Hoje, ao completar 80 anos de ope­ rações, a NOB possui 1.300 quilôme­ tros de linha tronco, distância essa en­ tre Bauru a Corumbá, mais os 304 qui­ lômetros do ramal de Ponta Porã. Atende, diariamente, cerca de 36 mu­ nict'pios, sendo 25 do Estado de São Paulo e 11 em território mat og ro ssen­ se, administrados pela Superintendên­ cia de Produção Bauru - Regional São Paulo, da Rede Ferroviária Federal S/ A.

gração" permanecerá em exposição pa­

·a o público em geral nas estações fer­ ' oviárias de Corumbá (dias 17 e 18 /0 9 ), Campo Grande (20, 21 e 22/09), Três Lagoas (24 e 25 /09 ) e, por último, Bauru (27, 28 e 29/09) .

Autoridades municipais, estaduais e também ferroviárias estarão presentes às aberturas, como forma de ho me na ­ gear a NOB e resgatar'. principalmente junto à população do Estado do Mato Grosso do Sul, a importância que lhe é devida no desenvolvimento social e econômico da região.


RESUMO HISTÓRICO


A NOB foi concebida na época da monarquia a partir da necessidade de

N/vel (aparelho topográfico) utilizado na construção da antiga E.F. Noroeste do Brasil

Sobre a coleção

Museu Ferroviário Regional de Bauru

Instalado junto à Estação Ferroviária, no centro da cidade Bauru, o Museu Ferroviário oferece ao visitante uma volta ao passado glorioso das ferrovias brasileiras, com exposição de fotografias, documentos, peças originais, maquetes e recriação de ambientes que remetem aos tempos da construção da NOB, até o final dos anos 30. Além de um passeio histórico através de curiosidades e peças de grande valor artístico, o Museu proporciona uma aula completa sobre a importância das ferrovias para o desenvolvimento econômico de Bauru e de todo o interior do Brasil.

Programa de Ação Cultural (ProAC) da Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo
Associação de Preservação Ferroviária e de Ferromodelismo de Bauru
Apoio
Secretaria Municipal de Cultura de Bauru
Realização
Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo